Os desafios de ser um pequeno empregador nos dias de hoje – parte I

Atualizado: Abr 7


O Brasileiro adora empreender.

A maioria de nós tem aquele sonho de ter o próprio negócio. Mas, verdade seja dita, está cada vez mais desafiador ser empresário, principalmente no Brasil. E quando se tem empregado então a complexidade é maior ainda.






Fatores que contribuem para a complexidade que os empregadores enfrentam:

  • Leis trabalhistas que dificultam a flexibilidade dos negócios;

  • Carga tributária que come boa parte das receitas e do lucro;

  • Novas expectativas de funcionários e clientes

Nesta série de posts sobre estratégia e planejamento, abordaremos alguns destes problemas, mais especificamente aqueles relacionados à gestão de pessoas, trazendo dicas para você ter sucesso em sua jornada empreendedora e empregadora.



Conformidade com as leis trabalhistas e gerenciamento de riscos

Entre os principais desafios para os pequenos empregadores estão os relacionados ao gerenciamento de conformidade e risco de emprego. Os requisitos das leis trabalhistas são complexos e seu cumprimento implica em custos pesados para a pequena empresa, assim como o descumprimento dos mesmos.


Com muita frequência, enquanto os empregadores se concentram no crescimento de seus negócios, as leis e os regulamentos aplicáveis ​​a suas empresas são deixados de lado, sendo ignorados até que surja um problema que, geralmente, implicará em perdas na Justiça do Trabalho. Muitas vezes os gastos com processos trabalhistas acabam tendo um impacto enorme na saúde financeira do pequeno negócio.


Cumprir os requisitos das leis trabalhistas custa caro, mas o descumprimento pode ser ainda mais oneroso.


As regras mudam e ficam mais complexas conforme a característica e crescimento do negócio

Os requisitos de conformidade trabalhistas mudam conforme características da empresa e das atividades realizadas.


Por exemplo, dependendo do tipo de grau de risco e número de empregados a empresa ficará sujeita e compor Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia e em Medicina do Trabalho) e dimensioná-lo de acordo com o número pessoas. Algumas atividades estão sujeitas a treinamentos específicos como, por exemplo, trabalho em altura e serviços em instalações elétricas. Outras atividades têm regras relativas à jornada, intervalos, etc. Se a empresa tiver empregados em mais de uma categoria profissional, terá que seguir determinadas regras específicas a cada entidade sindical. É uma verdadeira colcha de retalhos que exige muita gestão e conhecimento do assunto.


Monitorar tudo isso e tomar as ações necessárias para manter as conformidades específicas, pode sobrecarregar o pequeno empresário e tirar seu foco de temas mais estratégicos, como crescimento e receita. Além disso, administrar toda essa conformidade legal exige certo nível de conhecimento técnico em leis trabalhistas. Sem a experiência de um RH interno ou externo fica difícil e muito arriscado.


É por isso que o crescimento normalmente significa que uma empresa precisará dimensionar as funções de RH.


Mais pessoas, mais regras e necessidade de melhoria na gestão.



Itens indispensáveis ​​para gerenciar riscos trabalhistas

O Brasil registrou queda de 27,3% no número de ações trabalhistas na comparação entre 2017 e 2018, segundo dados do relatório Justiça em Números. De acordo com o documento, menos pessoas estão procurando a Justiça do Trabalho. Mas os especialistas acreditam que é cedo para apontar esse movimento como uma tendência específica da área trabalhista. De qualquer forma, são novas variáveis a serem consideradas que devem estar no radar do pequeno empregador na hora de avaliar seus riscos e tomar suas decisões.


Como já falamos os prejuízos que problemas trabalhistas podem trazer para um negócio são muitos, e entre eles desgaste emocional e, principalmente, os altos custos que tais ações e processos trabalhistas podem alcançar, entre taxas, custas, honorários advocatícios, indenizações, entre outros. Por isso, a prevenção continua sendo o melhor remédio para mitigar os riscos.


Então, vamos às 6 dicas valiosas para reduzir seus riscos trabalhistas:


1. Invista em boas relações com seus empregados

Não é à toa que este é o primeiro item de nossas dicas, pois se você não o fizer direito, todos os outros terão pouco efeito.


O bom relacionamento, construído na base da confiança mútua, da transparência e do respeito sustenta relações duradouras. E esse é o melhor antídoto contra litígios. Tanto é que as empresas consideradas bons lugares para trabalhar têm índices baixíssimos de processos trabalhistas.


Um profissional de RH pode ser de grande ajuda na orientação aos principais líderes da empresa sobre como gerir conflitos de forma satisfatória e como promover um ambiente de alto desempenho e confiança.

Bom relacionamento e confiança são o melhor antídoto contra litígios.


2. Qualifique seus empregados

Investimento em qualificação traz dois benefícios importantes - melhora o desempenho do seu negócio e aumenta a satisfação dos funcionários que se sentem valorizados e importantes.


Habilidades comportamentais, como relacionamento interpessoal e com o cliente, resolução de conflitos, resolução de problemas e liderança têm impacto importante nas entregas das pessoas à empresa e na forma como elas conduzem seus relacionamentos.



3. Contrate adequadamente

Contratar pessoas que não se identificam com os valores e a cultura da empresa ou que não tenham as características técnicas e de conhecimento necessários para realizar o trabalho, certamente causará conflitos e descontentamento de ambas as partes, culminando em demissão e riscos de litígio trabalhista.


Identificar na seleção a compatibilidade do candidato com a vaga e com a empresa é fundamental para a manutenção de uma relação de trabalho duradoura e saudavel.


Os profissionais especializados da área de recursos humanos dispõem de técnicas que ajudam a identificar as características importantes para cada trabalho e para o negócio e a encontrar profissionais que se sintam bem neste tipo de ambiente.




4. Fique atento à legislação trabalhista

Como dissemos, a lei trabalhista é extremamente complexa e ampla. Por isso é importante que você conheça, ao menos, os principais requisitos que afetam o seu negócio.


Conhecer os termos da convenção ou acordo coletivo aplicados ao seu segmento é crucial para qualquer empregador.




5. Identifique as não conformidades:

Se você não souber quais riscos está correndo, não terá como se prevenir ou se proteger deles, não é mesmo?


Muitos erros cometidos nos pequenos negócios são provenientes de falta de conhecimento das leis ou das melhores práticas de gestão de pessoas. Portanto, é fundamental que você tenha a sensibilidade de saber identificar possíveis falhas e erros que podem colocar seus empregados em situações arriscadas e que podem, futuramente, gerarem ações trabalhistas.


Também é fundamental identificar as práticas de gestão de pessoas que, se implementadas, poderão melhorar as relações com os empregados.


Envolva seus profissionais de RH, internos ou externos, em uma força tarefa para identificar as não conformidades e juntos estabelecerem planos para mitigá-las.

Se você não souber quais riscos está correndo, não terá como se prevenir ou se proteger deles.



6. Obtenha apoio de pessoal qualificado

Para ajudar a evitar ou, ao menos, reduzir os riscos trabalhistas é importante que você conte com pessoal especializado, que poderá ajudá-lo a identificar os riscos e desenhar a melhor solução para a realidade do seu negócio. Isso gera custos, mas certamente estes serão bem menores do que aqueles provenientes de eventuais ações judiciais. Faça as contas!


Tipo de profissional especializado:


  • Empresa especializada em contabilidade: o ideal é que o pequeno empresário, desde cedo, procure orientação de um contador e juntos façam uma análise da conformidade da empresa às leis trabalhistas e estabeleçam plano de adequação e de gerenciamento de riscos.


  • Advogado trabalhista: pode atuar tanto na prevenção, orientando a empresa sobre os requisitos de conformidade, quanto na defesa de possíveis processos trabalhistas.


  • Empresa especializada em gestão de recursos humanos: poderá ajudá-lo a implementar soluções para aumentar a satisfação e o desempenho de seus empregados, melhorando o nível de confiança com a empresa.

Mais confiança, menos litígio.


Dessa forma, ao contratar uma empresa especializada em gestão de recursos humanos, você estará atuando na redução de riscos trabalhistas e na melhoria do desempenho do seu negócio e poderá ter mais tempo e tranquilidade para cuidar do que realmente importa em seu negócio, a geração de resultados!


Gostou do artigo de hoje? Gostaria de conhecer mais sobre nosso serviço em gestão de recursos humanos para pequenos negócios? Então não deixe de entrar em contato conosco e converse com um de nossos especialistas. Teremos um imenso prazer em atendê-lo!


#pequenasempresas

#microempresa

#liderança

#gerenciamento

#recursoshumanos

#gestãodepessoas

#leistrabalhistas

#justiçadotrabalho




Sobre a Omnia

A Omnia é uma empresa de soluções para gestão de pessoas, coaching e de estratégia para pequenas empresas.

Nossos clientes, profissionais de RH, líderes e empresários, nos contratam para gerar melhoria rápida e eficaz no desempenho de suas equipes. Eles nos contratam, principalmente, porque nossas soluções em gestão garantem mudança real de comportamento e impactam na melhoria dos resultados de suas empresas. Somos um parceiro confiável e um recurso acessível para pequenos e médios negócios.

Para saber mais sobre como ajudamos os tomadores de decisão a produzir resultados reais e duradouros, visite www.omniadesenvolvimento.com


© 2014 por Omnia Desenvolvimento. Orgulhosamente criado com Wix.com

Socialize-se Conosco

 

omniadesenvolvimento@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
Compartilhe ideias

Assine nosso newsletller Mundo Gestão e atualize-se sobre gestão de pessoas e estratégia organizacional.

Ribeirão Preto

 

Rua Arnaldo Victaliano, 302, sala 22

Jardim Palama Travassos

14091-220 - Ribeirão Preto/SP

 

        (16) 99154-1837  |  (16) 3235-6264

Algumas imagens e vetores devem ser creditados a Freepik.com